Povo de Natal vai às ruas e rechaça golpe contra Dilma

Ato contra o golpe reuniu centenas de pessoas no centro da capital potiguar e deixou claro que o Rio Grande do Norte quer respeito pelo voto...

 

Um ato convocado pela Frente brasil Popular na região central de Natal, em frente ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), reuniu centenas de pessoas na noite desta segunda-feira (29) para manifestar apoio à presidenta Dilma RousseffEla esteve durante todo o dia no Senado Federal rebatendo as falsas justificativas dogolpe, e demonstrar rechaço ao governo interino de Michel Temer ( PMDB).

No ponto de concentração, próximo ao shopping Midway e ponto importante de baldeação do transporte público, reuniram-se militantes de PT e PCdoB, além de movimentos populares como o Levante Popular da Juventude e representantes dos movimentos de mulheres, negros e LGBTT, que ganharam a simpatia da população local. Fernando Mineiro (PT), candidato a prefeito de Natal, e Carla Tatiane (PCdoB), candidata a vice, também participaram do ato.

Veja o vídeo que Mineiro divulgou nas redes sociais sobre o golpe:

 

Luana Bárbara de Queirós Farias, de 18 anos, estava de saída do shopping quando encontrou o protesto. “Pela forma como está acontecendo a saída da Dilma, vai piorar muito o país. O Brasil não precisa de um governo provisório que vem para enfraquecer o país”, opinou.

Lorena Gadelha de Freitas Brito, de 44 anos, passava pela calçada e também manifestou apoio à permanência de Dilma, embora não tivesse tempo para acompanhar todo o ato político.

“É um absurdo o que está acontecendo no nosso país. A Dilma é uma mulher honesta e está sendo julgada por bandidos. Isso é uma vergonha para a história do Brasil. Porque não deixaram, a Dilma não conseguiu governar, e, se voltar, vai continuar sem conseguir, então isso que está acontecendo já piorou muito o país”, afirmou.

Ela acredita que seriam necessárias novas eleições, ao invés de um governo que não foi vitorioso nas urnas.

“Estou com Dilma e não abro”, disse Celeide Maria Moura, de 63 anos. “Foi uma covardia muito grande de Temer, que traiu Dilma junto com aqueles aliados do PMDB e do PSDB, e eu não concordo com isso. Ela tem de voltar ao lugar dela, todos os pobres estão revoltados com isso, porque são os ricos e poderosos que estão por trás disso, para ganhar mais e fazer maiscorrupção”, completou.

Mesmo quem não necessariamente apoiava o governo de Dilma, afirmou que não concorda com o que está acontecendo. “Rapaz, para mim, quando mudam os governos não faz muita diferença, não. Mas o certo mesmo era ela voltar, terminar o que começou. Esse governo que vem aí não vai ser melhor do que o que ela estava fazendo, não”, disse Antônio Gabriel, de 45 anos.

“Depois que a Dilma saiu, as coisas pioraram. Está mais difícil para as pessoas, e não sei como vai ficar agora. Ela deveria voltar, é melhor com ela do que sem ela. O governo do Temer não tá dando sinal que vai melhorar nem água”, afirmou Priscila do Nascimento Marques, de 22 anos.

Coordenação

Construindo Um Novo Brasil.

Website: construindoumnovobrasil.com.br/

É uma corrente interna do PT, da qual fazem parte alguns dos principais ministros do nosso governo e o próprio Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros quadros importantes. A corrente nasceu em 1983, a partir do Manifesto dos 113, que buscou organizar o grande número de militantes...