Vaza Jato: reprovação a Moro vai a 91% nas redes e Lava Jato cria farsa judicial

Monitoramento feito pela Agência PT mostra que manifestações de apoio à Operação caíram de 58% para 9%; avaliação negativa do Moro é ainda pior: saltou de 20% para 91%
sergio-moro4-780x440

A Lava Jato levou no domingo (8) o seu mais duro golpe desde o início da série de denúncias reveladas pelo The Intercept, primeiro site a escancarar, com o uso de provas materiais, os métodos inescrupulosos de Sergio Moro e agentes da operação. A mais recente reportagem, publicada em parceria com a Folha de S. Paulo, mostra que o ex-juiz escondeu a totalidade das conversas das escutas ilegais para tentar incriminar Lula.

No dia seguinte, sem qualquer pudor ou justificativa plausível, o braço da operação em São Paulo decidiu reagir à falta de credibilidade crescente para inventar mais uma mentira contra o ex-presidente, acertadamente chamada de nova “farsa judicial” pelo Partido dos Trabalhadores por meio de nota oficial.

“O flagrante abuso de autoridade, a agressão ao estado de direito e a repetida denunciação caluniosa constituem crimes continuados por parte dessa organização politica que há muito deveria estar respondendo aos órgãos de controle interno do Ministério Público e à própria Justiça”, diz trecho do documento assinado pela presidenta do partido, Gleisi Hoffmann.

Com o viés político da força-tarefa mais do que sabido, agora é a opinião pública que reage aos crimes e abusos cometidos pela Operação.  Segundo levantamento feito pela Agência PTconforme você verá no vídeo a seguir, o apoio à Operação caiu de 59% para 9% entre o dia 1º e 8 de setembro. No mesmo período, a avaliação negativa do juiz/ministro Sergio Moro atingiu níveis impressionantes: saltou de 20% para quase 91%.

Confira

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Coordenação CNB

Coordenação CNB

www.construindoumnovobrasil.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

Curta nossa página

Dialogo com a CNB

Noticias Recentes

STF vota pela presunção de inocência e Lula pode ser solto

Por 6 votos contra 5, e voto decisivo do presidente, Dias Toffoli, o Supremo Tribunal Federal decidiu nesta quinta-feira, 7, que uma sentença criminal somente pode ser executada após o fim de todos os recursos possíveis. Medida pode libertar o ex-presidente Lula, que é mantido como preso político após ter sido condenado em segunda instância

Lula Livre

Leia Também