Lula mantém liderança com 45% de aprovação, diz Ipsos

 

Ex-presidente bate o recorde e atinge o ápice da série histórica do instituto de pesquisa. Enquanto isso, outros candidatos seguem caindo...

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue como o candidato à Presidência preferido pelos brasileiros.  Pesquisa Ipsos divulgada nesta quarta-feira (20) pelo jornal “O Estado de S. Paulo” aponta que 45% dos entrevistados aprovam o nome do petista registrando o ápice de aprovação na série histórica do instituto de pesquisa. Por outro lado, os “presidenciáveis” de outros partidos seguem caindo.

Enquanto a mídia e o Judiciário tentam impedir queLula concorra às eleições do ano que vem, sua aprovação junto ao povo só aumenta: 28% em junho, 29%, 30%, 40%, 43% e agora 45%. A desaprovação registrou queda de 14%.

Em entrevista dada ao jornal paulista, o diretor do Ipsos Danilo Cersosimo afirmou que a melhora exponencial da imagem de Lula é vinculada à lembrança do povo de seus governos e programas sociais, principalmente nesse cenário de perda de direitos e queda na qualidade de vida.

“Lula é bastante associado a causas sociais e essa associação é relevante em um momento de degradação do emprego, economia e dos programas de assistencialismo e fomento de políticas públicas de combate à desigualdade, que vem aumentando no Brasil”, disse ao jornal.

Golpistas tem imagem degradada

Já os outros candidatos, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e o deputado Jair Bolsonaro(PSC) seguem em queda, segundo a Ipsos.

Alckmin, que já perde para Lula em São Paulo, estado governado pelo PSDB há 23 anos, teve um aumento na rejeição de 67% para 72%.

Quem o aprova caiu de 24% para 19%. Bolsonaro também segue em queda e é reprovado por 62% dos entrevistados. Marina Silva (Rede) também caiu, registrando um recuo de oito pontos na aprovação, vista favoravelmente por 28% e desaprovada por 62%.

Da Redação da Agência PT de Notícias com Estadao.com.br

Coordenação

Construindo Um Novo Brasil.

Website: construindoumnovobrasil.com.br/

É uma corrente interna do PT, da qual fazem parte alguns dos principais ministros do nosso governo e o próprio Luiz Inácio Lula da Silva, entre outros quadros importantes. A corrente nasceu em 1983, a partir do Manifesto dos 113, que buscou organizar o grande número de militantes...